Doenças Sexualmente Transmissíveis são doenças causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios, transmitidas, principalmente, nas relações sexuais. O uso correto da camisinha, durante todas as relações sexuais, previne as pessoas das DSTs e do vírus da Aids.

Os primeiros sinais de DSTs são feridas, também chamadas de úlceras, que aparecem onde o micróbio da doença entrou no corpo. Assim surgem nos órgãos genitais ou em qualquer parte do corpo usada durante a relação sexual. Podem ser uma ou várias feridas e podem doer ou não. As feridas aumentam muito o risco da pessoa pegar o vírus da Aids.

Os corrimentos aparecem nos órgãos genitais dos homens e das mulheres. Podem ser amarelados, como pus, esbranquiçados ou esverdeados. Alguns tem cheiro forte e ruim. Existem pessoas com corrimento que sente dor ao urinar e nas relações sexuais. Tem pessoas que não sentem nada.

As Verrugas são como uns caroços enrugados, parecendo uma couve-flor. A verruga não dói, as vezes dá coceira ou irritação. 0 tratamento não mata o vírus que causa essa DST, só destrói a verruga. Então a pessoa precisa de acompanhamento médico regular. Essa orientação é muito importante porque as verrugas aumentam as chances de câncer de colo do útero e de pênis, e nas gestantes podem causar sangramento e infectar o bebê na hora do parto.

Sintomas de Doenças Sexualmente Transmissíveis

Condiloma Acuminado – No começo aparecem uma ou duas verrugas nos órgãos sexuais ou em volta do ânus. Se não se tratar, as verrugas crescem e se espalham. Se a doença avançar muito, pode precisar até de operação. Nas mulheres grávidas, a doença pode formar tumores, porque se desenvolve mais rapidamente.

Linfogranuloma – Essa doença começa com uma feridinha, no pênis ou na vagina. Depois, surgem ínguas nas virilhas, que incham até abrir, soltando pus. Quem tem relação sexual anal pode sentir dor nas evacuações.

Gonorreia – O sinal é um corrimento amarelado ou esverdeado, ou até mesmo um pouco de sangue, que sai do pênis ou do ânus. Isso aparece de 2 a 8 dias depois da relação sexual. Se não tratar logo, a pessoa pode ficar estéril. Sem tratamento, a doença pode afetar o sistema nervoso, os ossos e o coração.

Herpes Genital – Muita ardência e dor no local, com pequenas bolhas agrupadas no pênis. É o Herpes Genital. Não se deve coçar, porque a bolha vira ferida. Pode aparecer corrimento e dificuldade para urinar. Atenção as bolhas somem com o tratamento, mas o vírus fica para sempre no corpo. Tem que fazer o tratamento para as bolhas não voltarem. Usando camisinha não passa a doença para o parceiro ou parceira.

Sífilis – Primeiro aparece uma feridinha no pênis ou na vagina, alguns dias depois da transa. A ferida não dói, some com o tempo e a pessoa pensa que está curada. Por isso a Sífilis é uma doença complicada. Meses depois, surgem manchas pelo corpo, até na sola do pé e na palma da mão. Essas manchas também somem, mas a sífilis continua no sangue. Se não for tratada logo, pode causar cegueira, paralisia, doença nervosa, problemas do coração e até a morte.

Uretrites – No homem, a Uretrite causa um corrimento parecido com água e vontade de urinar toda hora. Mas arde muito para urinar. Os sintomas aparecem de 8 a 10 dias depois da relação sexual.

tricomoníase – O sintoma é um corrimento amarelo-esverdeado, com mau cheiro. Provoca dor nas relações sexuais. Os órgãos genitais coçam muito e há dificuldade para urinar.