Andropausa é o período que marca a passagem da vida adulta do homem para a terceira idade. Como no climatério atravessado pelas mulheres, na andropausa os homens apresentam um quadro de redução significativa da produção hormonal. Esse declínio é acompanhado de sintomas que podem comprometer a qualidade de vida e a saúde masculina.

Em geral, os primeiros sinais de declínio da produção de testosterona começam a aparecer por volta dos 45 anos. Com a diminuição do hormônio, podem surgir os sintomas da andropausa, aumento progressivo do cansaço físico, perda de massa muscular, sonolência, dificuldade de concentração, problemas de memória, diminuição da libido, entre outros.

Esses sintomas também podem ocorrer por outros motivos. Portanto, para que se caracterize a andropausa, é preciso constatar a queda da concentração de testosterona. E isso costuma ser feito através de um simples exame de sangue para dosagem desse hormônio.

Para verificar a chegada da andropausa, podem ser feitos testes de sangue, que medem o índice de testosterona, espermograma, que quantifica a produção de espermatozoides, além de exame urológico (mais conhecido como toque), densitometria óssea, para verificar a osteoporose e ecografia da próstata e abdômen.

Com o intuito de combater os sintomas e proporcionar uma melhor qualidade de vida ao paciente, geralmente os especialistas prescrevem a reposição hormonal. Em geral, essa reposição é feita durante um ou dois meses e depois o paciente fica em acompanhamento de seis meses a um ano.

Fonte: Site Johnson & Johnson